Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Mulher que sofria agressões do companheiro é encontrada em Ibiá - Expresso FM 100,1


No comando: EXPRESSO DA MADRUGADA

Das 00:00 às 05:00

No comando: EXPRESSO RURAL

Das 05:00 às 07:00

No comando: SERTÃO EM FESTA

Das 05:00 às 10:00

No comando: DOMINGÃO SERTANEJO

Das 06:00 às 10:00

No comando: JORNAL DA ITATIAIA

Das 07:00 às 07:45

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 10:00

No comando: EXPERIÊNCIA DE DEUS

Das 10:00 às 11:00

No comando: TÚNEL DO TEMPO

Das 10:00 às 14:00

No comando: PASSANDO A LIMPO

Das 11:00 às 13:00

No comando: REPÓRTER EXPRESSO

Das 12:00 às 13:00

No comando: RITMOS DA EXPRESSO

Das 13:00 às 15:00

No comando: TOP MAIS

Das 13:00 às 16:00

No comando: PROGRAMAS GOSPEL

Das 14:00 às 16:00

No comando: TARDE NOSSA

Das 15:00 às 17:00

No comando: BAILÃO DA EXPRESSO

Das 16:00 às 19:00

No comando: AO POR DO SOL

Das 17:00 às 20:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 18:30 às 00:00

No comando: MUSIC EXPRESS

Das 19:00 às 21:00

No comando: EXPRESSO NOTURNO

Das 20:00 às 21:00

No comando: NA PISTA

Das 21:00 às 00:00

No comando: VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Mulher que sofria agressões do companheiro é encontrada em Ibiá

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da delegacia de polícia de Ibiá, que integra a Delegacia Regional de Araxá, coordenada pelo Delegado Regional, Dr. Vitor Hugo Heisler, receberam a denúncia encaminhada pelo projeto Justiceiras, de que havia uma mulher desaparecida que poderia estar na zona rural de Ibiá.

As investigadoras diligenciaram ao local para averiguar tal situação, inicialmente a vítima M.G.F.S (33 anos) negou-se a admitir que estava desaparecida e passando por dificuldades, porém após ser conduzida para a Delegacia admitiu estar sendo agredida e ameaçada pelo autor E.F.B. (22 ANOS), segundo a vítima, a mesma veio do estado do Pará para trabalhar em Minas Gerais, para oferecer melhores condições de vida aos seus três filhos, disse também que conheceu o autor no local onde trabalhava e que no primeiro mês que estiveram juntos o relacionamento era saudável, mas com o passar do tempo o autor passou a ameaçá-la, proibiu a vítima de manter contato com os familiares e começou a agredi-la.

A vítima após uma conversa com as investigadoras resolveu assumir os problemas que estava vivendo e pediu auxílio para poder sair da fazenda onde morava, porém não quis representar contra o autor, apenas solicitou ajuda para retornar a sua cidade.

A Polícia Civil acompanhou a vítima pra retirada de seus pertences na casa do agressor a após a confecção do inquérito policial a vítima foi encaminhada de volta a sua cidade natal.

Deixe seu comentário:

CURTA NO FACE!

Equipe

Nossas Redes