Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Operação ‘Dieta Sadia’ desencadeada em MG e GO apreende medicamentos e carros de luxo em Uberlândia - Expresso FM 100,1


No comando: EXPRESSO DA MADRUGADA

Das 00:00 às 05:00

No comando: EXPRESSO RURAL

Das 05:00 às 07:00

No comando: SERTÃO EM FESTA

Das 05:00 às 10:00

No comando: DOMINGÃO SERTANEJO

Das 06:00 às 10:00

No comando: JORNAL DA ITATIAIA

Das 07:00 às 07:45

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 10:00

No comando: EXPERIÊNCIA DE DEUS

Das 10:00 às 11:00

No comando: TÚNEL DO TEMPO

Das 10:00 às 14:00

No comando: RITMOS DA EXPRESSO

Das 11:00 às 12:00

No comando: PASSANDO A LIMPO

Das 11:00 às 13:00

No comando: REPÓRTER EXPRESSO

Das 12:00 às 13:00

No comando: TOP MAIS

Das 13:00 às 16:00

No comando: PROGRAMAS GOSPEL

Das 14:00 às 16:00

No comando: TARDE NOSSA

Das 14:00 às 16:00

No comando: BAILÃO DA EXPRESSO

Das 16:00 às 19:00

No comando: AO POR DO SOL

Das 16:00 às 19:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 18:30 às 00:00

No comando: VOZ DO BRASIL

Das 19:00 às 20:00

No comando: MUSIC EXPRESS

Das 19:00 às 21:00

No comando: EXPRESSO NOTURNO

Das 20:00 às 22:00

No comando: NA PISTA

Das 21:00 às 00:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Operação ‘Dieta Sadia’ desencadeada em MG e GO apreende medicamentos e carros de luxo em Uberlândia

Dois veículos de luxo e uma moto, remédios falsificados e uma máquina para contagem de dinheiro foram apreendidos em Uberlândia durante a Operação “Dieta Sadia”. A ação foi deflagrada pela Polícia Civil de Goiás nas cidades de São Simão, Cachoeira Alta e Paranaiguara, e em Uberlândia com o apoio de policiais locais.

De acordo com a Polícia Civil, os itens apreendidos na cidade mineira estavam em um apartamento de alto padrão no Bairro Tubalina. Todo o material apreendido será encaminhado para investigação da polícia goiana.

Em Goiás, nove pessoas foram presas. A organização criminosa é investigada pela fabricação de remédios, além de distribuição e venda de medicamentos para emagrecimento sem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A fábrica onde os medicamentos eram feitos foi fechada, em Cachoeira Alta. Ainda segundo a polícia, até uma betoneira era utilizada na fabricação dos remédios falsificados..

“Já estamos com a investigação há algum tempo de uma fábrica clandestina de remédios para emagrecer. A fábrica não tinha registro na Anvisa, ou seja, eram totalmente sem controle do Estado. Proibido pela legislação, é um crime grave com pena de 15 anos de prisão”, informou o delegado regional Carlos Roberto Batista a Imprensa de Goiás.

As investigações apontam que os medicamentos eram vendidos também pela internet e se popularizaram nos últimos meses.

Deixe seu comentário:

CURTA NO FACE!

Equipe

Nossas Redes