Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Santa Casa de Araxá tem capacidade orçamentária para atender até outubro de 2019 - Expresso FM 100,1


No comando: EXPRESSO DA MADRUGADA

Das 00:00 às 05:00

No comando: EXPRESSO RURAL

Das 05:00 às 07:00

No comando: SERTÃO EM FESTA

Das 05:00 às 10:00

No comando: DOMINGÃO SERTANEJO

Das 06:00 às 10:00

No comando: JORNAL DA ITATIAIA

Das 07:00 às 07:45

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 10:00

No comando: EXPERIÊNCIA DE DEUS

Das 10:00 às 11:00

No comando: TÚNEL DO TEMPO

Das 10:00 às 14:00

No comando: RITMOS DA EXPRESSO

Das 11:00 às 12:00

No comando: PASSANDO A LIMPO

Das 11:00 às 13:00

No comando: REPÓRTER EXPRESSO

Das 12:00 às 13:00

No comando: TOP MAIS

Das 13:00 às 16:00

No comando: PROGRAMAS GOSPEL

Das 14:00 às 16:00

No comando: TARDE NOSSA

Das 14:00 às 16:00

No comando: BAILÃO DA EXPRESSO

Das 16:00 às 19:00

No comando: AO POR DO SOL

Das 16:00 às 19:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 18:30 às 00:00

No comando: VOZ DO BRASIL

Das 19:00 às 20:00

No comando: MUSIC EXPRESS

Das 19:00 às 21:00

No comando: EXPRESSO NOTURNO

Das 20:00 às 22:00

No comando: NA PISTA

Das 21:00 às 00:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Santa Casa de Araxá tem capacidade orçamentária para atender até outubro de 2019

A Santa Casa de Misericórdia de Araxá divulgou a situação financeira da instituição como medida de prestação de contas referentes a valores repassados pela Prefeitura neste ano. De acordo com o provedor interino Sebastião dos Reis, o hospital conta com recursos financeiros para atuar tranquilamente até outubro de 2019. Ou seja, com os recursos em cofre e anunciados, a unidade consegue atender plenamente por cerca de dois meses e meio.

A Santa Casa tem um movimento financeiro mensal de aproximadamente R$ 1.500.000,00. O déficit continua na ordem de R$ 350 mil, conforme demonstra estudo de custo e custeio elaborado pela Federassantas, com endosso do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

O Provedor interino, que fica no cargo até o final deste ano, disse que a dívida geral da instituição, que até dezembro do ano passado era de R$ 12 milhões e como a amortização foi pequena diante do montante devido, estima que deva chegar a R$ 15 milhões até no final do mandato. “Hoje estamos operando em 100%, então essa dívida no momento não está atrapalhando o funcionamento e atendimento do hospital”, acrescentou.

Deixe seu comentário:

CURTA NO FACE!

Equipe

Nossas Redes