Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Vice-prefeito de Perdizes e funcionários da prefeitura são presos em operação para coibir crimes eleitorais - Expresso FM 100,1


No comando: EXPRESSO DA MADRUGADA

Das 00:00 às 05:00

No comando: EXPRESSO RURAL

Das 05:00 às 07:00

No comando: SERTÃO EM FESTA

Das 05:00 às 10:00

No comando: DOMINGÃO SERTANEJO

Das 06:00 às 10:00

No comando: JORNAL DA ITATIAIA

Das 07:00 às 07:45

No comando: SHOW DA MANHÃ

Das 08:00 às 10:00

No comando: EXPERIÊNCIA DE DEUS

Das 10:00 às 11:00

No comando: TÚNEL DO TEMPO

Das 10:00 às 14:00

No comando: PASSANDO A LIMPO

Das 11:00 às 13:00

No comando: REPÓRTER EXPRESSO

Das 12:00 às 13:00

No comando: RITMOS DA EXPRESSO

Das 13:00 às 15:00

No comando: TOP MAIS

Das 13:00 às 16:00

No comando: PROGRAMAS GOSPEL

Das 14:00 às 16:00

No comando: TARDE NOSSA

Das 15:00 às 17:00

No comando: BAILÃO DA EXPRESSO

Das 16:00 às 19:00

No comando: AO POR DO SOL

Das 17:00 às 20:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 18:30 às 00:00

No comando: MUSIC EXPRESS

Das 19:00 às 21:00

No comando: EXPRESSO NOTURNO

Das 20:00 às 21:00

No comando: NA PISTA

Das 21:00 às 00:00

No comando: VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Vice-prefeito de Perdizes e funcionários da prefeitura são presos em operação para coibir crimes eleitorais

Vinícius de Figueiredo Barreto, vice-prefeito de Perdizes, no Triângulo Mineiro, e outros dois funcionários da prefeitura foram presos na manhã desta sexta-feira (16), durante a operação ‘Voto de Cabresto’, realizada pela Polícia Civil do município, em conjunto com Ministério Público Eleitoral do estado. Eles são suspeitos de envolvimento em um esquema que praticava diversos crimes eleitorais.

Segundo a PC, as investigações mostram que o grupo coagia e induzia outros servidores, principalmente os funcionários comissionados, a votarem na candidatura do atual vice-prefeito ao cargo de mandatário da cidade. Eles também são suspeitos de fornecer materiais de construção, como tijolos, cimento, areia, telhas e portas, para eleitores em troca de voto.
Também de acordo com a PC, eles ainda teriam utilizado de poder econômico e de influência política para ocultar provas e dificultar as investigações.
Além dos mandados de prisão, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, incluindo buscas na casa de dois vereadores de Perdizes. Foram apreendidos documentos, dinheiro, aparelhos celulares e computadores.

Buscas também foram feitas na Prefeitura Municipal e na Câmara Municipal de Perdizes e em dois estabelecimentos comerciais.

Fonte: Estado de Minas

Deixe seu comentário:

CURTA NO FACE!

Equipe

Nossas Redes